mãos

minhas mãos nos quadris
pare de roer as unhas e minhas mãos te tiram as mãos da boca
percebi que odeio mãos

minhas mãos tortas que não sei onde pôr
sempre vão para os quadris, eu paro pensando, conversando
nos quadris, fico tão angulado, os cotovelos apontando
as mãos nunca sabem onde ir

eu te olho e as tuas estão na boca
as minhas sabem onde ir: elas te interrompem
pare de roer as unhas, pare!

as minhas mãos me agarram os lados da barriga
elas te agarram teus pulsos lindos e os arrancam da boca
pare de roer as unhas, pare!
eu nem notava que eu fazia isso

minhas mãos pousam assim, me apertando
meus cotovelos apontados como asas de galinha
minhas mãos grosseiras agarrando nas tuas,
eu me imponho em ti sem nem perceber
sou horrível, sou anguloso, sou imperativo

pare de roer as unhas, eu te ordeno!
quero mandar nas tuas mãos
já que não mando nas minhas

talvez por isso eu fume
talvez por isso eu roa as unhas
talvez por isso eu goste dos bolsos
- é para salvar minhas mãos

vou adotar uma nova política de mãos.

2 comentários:

Pedro disse...

é por isso que eu sempre as mantenho dentro das minhas calças


Nota: as do André, não as minhas

b. disse...

hahahahaha